Série Triboelétrica.

Se atritarmos "papel guardanapo"  com uma "régua de acrílico"  qual deles tem tendência de ceder elétrons para outro?

A resposta pode ser encontrada na Série Triboelétrica.

Série Triboelétrica - Alguns materiais

 

Mais positivo

(cede elétrons)

 

 

 

 

 

Mais negativo

(recebe elétrons)

 Informações prévias sobre qual material cederá elétrons numa eletrização por atrito, foram consolidadas por meios de experimentos e disponibilizadas numa  tabela  chamada “Série Triboelétrica”.

Um material numa posição mais alta na tabela cede elétrons para outro material situado abaixo.

Assim, o "acrílico" cederá elétrons quando atritado com "papel", pois se localiza, na Série Triboelétrica, acima do "papel".

Quando atritados entre si "pele humana" cederá elétrons para o canudinho; o canudinho ficara "negativo"  e a pele dos dedos, ficara "positivo" .

Pele de mão humana (seca e sem gordura)

Vidro

Cabelos humanos secos e sem gordura

Acrílico

Papel (sulfite, guardanapos, papel enxugar mãos, etc)

Borracha de balões inflados

Plástico PVC, PP, vinil  (canudinho, sacos plásticos, forros de pvc, etc)

Teflon

O material mais acima na tabela  cede elétrons para o material mais abaixo quando atritados entre si.

 

Na verdade o atrito é desnecessário, basta o contato.

No contado ocorre uma ligação química, chamada adesão, em algumas regiões das duas  superfícies; quando da separação átomos de um dos materiais tende a "segurar" elétrons e átomos do outro material, a cedê-los. Alguns átomos de um material cedem e outros, do outro material, os recebem. Deste modo um dos materiais fica com excesso de elétrons e o outro com falta de elétron.

 

Retorno Página Inicial