|  arenitos argilito  |   calcários  |  chert  |  conglomerado  |  folhelho   |  ritmito  |  siltito  |  tempestito   |  turbidito  |

arenito

Foto da rocha

Fotomicrografia

Amostra de arenito com granulação média e camadas estratificadas marcadas por micas.

Cristais de quartzo anhedrais em arenito, nicóis paralelos, aumento 40x.

galeria de fotos

O termo arenito corresponde à areia litificada. É composto por quartzo, feldspato (ou outros minerais de origem ígnea) e fragmentos líticos. Foi classificado com base em diagramas triangulares, considerando apenas as frações detríticas e os três componentes principais: quartzo, feldspato e fragmentos de rocha. Nessa classificação o critério mais importante é a composição mineralógica. Posteriormente, foi introduzido o tamanho dos grãos como critério, gradando de areias a argila; e ainda a abundância de argila como índice de maturidade, como mostra a figura de Dott (1964) em Giannini (2000):

A maturidade dos arenitos é atingida de duas formas:

Quimicamente

Os sedimentos são formados a partir da rocha-matriz. Por ações intempéricas os minerais relativamente instáveis são destruídos e os minerais quimicamente mais estáveis são enriquecidos proporcionalmente. O quartzo é o mineral estável mais abundante e o feldspato é um exemplo de mineral instável em clima quente e úmido, sendo transformado em argila. Portanto o índice de maturidade mineralógica (química) de uma rocha pode ser expresso pela razão quartzo/feldspato.

Fisicamente

A maturidade textural ou física descreve as mudanças texturais que um sedimento sofre, desde a  desagregação das rochas, erosão e transporte, até a deposição. Essas mudanças envolvem tanto o grau de seleção da fração arenosa quanto o decréscimo da quantidade de matriz (fração síltico-argilosa).

A maturidade textural (física) e a mineralógica (química) ocorrem durante a história de transporte dos sedimentos. Portanto, em geral, uma areia fisicamente madura é também quimicamente madura. Isso porque a composição mineralógica é bastante dependente da proveniência, enquanto a composição textural é  mais o resultado de processos de transporte e deposição.

Os critérios de maturidade estão destacados na tabela abaixo:

Maturação Textural Critérios presença de matriz imaturo
seleção (ruim) submaturo
(ruim) maturo
arredondamento (bom) supermaturo
Mineral Quartzo arenito
Arcósio
Litoarenito

 

Entre as areias e os arenitos pobres em matriz, os que possuem menos de 5% de feldspato ou partículas de rochas são chamados arenitos ortoquartzíticos (quartzo-arenitos). Os arenitos com 25% ou mais de grãos de feldspato e menor quantidade de fragmentos líticos são os arenitos arcosianos. 

A figura ao lado é de uma fotomicrografia de um arenito arcosiano, com grãos de quartzo e feldspatos (geminados); nicóis cruzados; aumento 40x.

Arenitos mais comuns:

Arenito quartzoso

Eles constituem os produtos finais de evolução de sedimentos arenosos, apresentando na fração detrítica mais de 95% de quartzo. Sua cor é em geral branca (figura ao lado), podendo ser rósea ou avermelhada (devido ao revestimento de hematita que envolve os grãos). Geralmente são de origem litorânea.

Arenitos arcosianos

Os arenitos arcosianos ou arcósios contêm mais de 25% de feldspato de origem detrítica. O arcósio típico é uma rocha de granulação grossa e coloração cinza ou rósea-avermelhada (figura ao lado), esta última atribuída a fragmentos de feldspatos potássicos.

Arenitos líticos

São caracterizados por conter mais de 25% de partículas detríticas de fragmentos de rochas, e por ter pouca ou nenhuma matriz. Apresentam em geral cor cinza (figura ao lado) e abundantes partículas líticas, constituídas principalmente de rocha sedimentares (folhelho, siltito, arenito), metamórficas de baixo grau (ardósia, filito, mica-xisto) e ígneas. 

  Grauvacas

São de coloração cinza-média à escura, compostas de grãos com granulometria variada. A fração arenosa  tem quartzo, e proporções variáveis de feldspatos e partículas líticas, além de micas detríticas. Partículas de rochas predominantes são as de folhelho, siltito, ardósia, filito e mica-xistos, que emprestam a cor escura e formam uma pseudomatriz com a compactação.  A fotomicrografia ao lado mostra uma grauvaca com grãos mal selecionados (nicóis cruzados; aumento 40x).

Observações - Existem arenitos de todas as idades na superfície terrestre. Os grandes corpos areníticos são aproveitados como material de construção, e podem constituir um importante reservatório de petróleo ou água.

©Fábio Braz Machado