Importância

    O Museu funciona como repositório dinâmico, um Banco de Dados, resultado do inventário e avaliação de um patrimônio compreendendo rochas ornamentais, minerais, gemas, rochas ígneas, metamórficas, sedimentares e minérios. Presta-se para estudos sistemáticos, integrando a universidade, órgãos governamentais de planejamento, não governamentais e empresas privadas. É uma permanente casa aberta da universidade, que divulga de forma local e remota seus cursos e suas atividades de pesquisa.

    Nos últimos dois anos, após sua modernização, a programação de visitas por alunos e professores de escolas públicas e privadas, do ensino fundamental e médio, da região de Rio Claro e de outras partes do Estado de São Paulo e sul de Minas Gerais, aumentou consideravelmente. É tradição fornecer, nessas ocasiões, pequenas coleções de minerais e rochas. Grupos de alunos e professores de outras faculdades ou universidades, das áreas de Biologia, Geografia e Agronomia, também têm realizado visitas com freqüência.

    O Banco de Dados interativo do material geológico existente no Museu é extremamente relevante para o aprimoramento e modernização do ensino presencial de Geologia. Constitui, adicionalmente, o embasamento dos trabalhos necessários para a introdução, em médio prazo, do ensino à distância no Curso de Geologia da UNESP-Câmpus de Rio Claro.

    A disponibilização de dados e imagens via Internet, com um fácil e ágil acesso a esse imenso acervo, tem possibilitado que um número crescente de pessoas visite a página e realize pesquisas sobre a aparência, a ocorrência e as propriedades físicas de minerais e gemas, propriedades físicas e/ou tecnológicas de rochas ornamentais ou, ainda, sobre a existência dos tipos de rochas e/ou minerais em determinados municípios. Os mais diferentes segmentos da sociedade podem ter acesso a essas informações científicas e beneficiar-se com o aprimoramento e a aventura do conhecimento.

    O Museu cumpre um papel de elo entre profissionais, com suas atividades acadêmicas e de pesquisa, e a coletividade, mostrando o espírito e a mentalidade científica, incentivando a inclinação para a ciência, mostrando seu progresso e incutindo o desejo de entender, apreciar, participar econservar a natureza.

    Não há dúvidas de que o Museu de Minerais e Rochas Heinz Ebert é um elemento essencial na educação geológica e um incentivo ao aprimoramento, mostrando componentes fundamentais do magnífico patrimônio natural.

 

©Fábio Braz Machado