epsomita (sal-de-epson, sal-amargo)

 

Fórmula Química - MgSO4.7H2O

Composição - Sulfato de magnésio hidratado
. 32,5% SO3, 16,3% MgO, 51,2% H2O

Cristalografia -
Ortorrômbico
        Classe -
Biesfenoídal

Propriedades Ópticas -
Biaxial positivo

Hábito -
Massas botroidais e crostas delicadamente fibrosas

Foto do Mineral

Cristais de epsomita

Clivagem - Clivagem perfeita em três direções {010} e {011}
Dureza -
2
Densidade relativa -
1,7
Brilho -
Brilho vítreo a terroso
Cor -
Incolor a branco, transparente a translúcido

Associação -
Pode estar associada a pickeringuita e outros minerais sulfatos.
Propriedades Diagnósticas -
Caracteriza-se por seu modo de ocorrência em agregados delicados, fibrosos e capilares, sua solubilidade fácil em H2O; sabor amargo; relevo fortemente negativo.
Ocorrência -
Origina-se em depósitos de evaporitos ricos em Mg, produto de hidratação da kieserita, eflorescência sobre as rochas nas galerias das minas e paredes de cavernas.
Usos - Purificado foi empregado como purgante em medicina; na indústria têxtil, como apresto de tecidos de algodão; fabricação de corantes; fabricação de seda "viscose", adubo para o tabaco etc.

Mineral Anterior Voltar para Sulfatos Próximo Mineral

©Fábio Braz Machado