labradorita

Foto do Mineral Forma Cristalográfica
 
Cristais de labradorita

Direções ópticas e cristalográficas

Fórmula Química - (Na0,5-0,3,Ca0,5-0,7)Al(Al0,5-0,7,Si0,5-0,3)Si2O8
Composição -  4,56 % Na2O, 12,38 % CaO, 30,01 % Al2O3, 53,05 % SiO2
Cristalografia -
Triclínico
        Classe -
Pinacoidal

Propriedades Ópticas -
Biaxial positivo

Hábito -
Prismático
Clivagem -
Perfeita {010} e {001}
Dureza -
6 - 6,5

Densidade relativa -
2,7
Brilho -
Vítreo a nacarado
Cor -
Cinza a preta

Associação -
 Normalmente associada a piroxênios, olivina, anfibólio e carbonatos.

Propriedades Diagnósticas -
Relevo superior ao do quartzo, ângulo de extinção das lamelas de albita entre 28 e 40º.
Ocorrência - Rochas magmáticas básicas, efusivas ou plutônicas (gabro, basalto, noritos etc.) e rochas metamórficas de grau médio a alto ricas em cálcio (metamargas, granulitos, gnaisses calciossilicáticos etc.)
Usos - Quando azulada pode ser usada como gema; cerâmica.

Mineral Anterior Voltar para plagioclásio Próximo Mineral

©Fábio Braz Machado