bytownita

Foto do Mineral Forma Cristalográfica
 
Cristais de bytownita em rocha

Direções ópticas e cristalográficas

Fórmula Química - (Na0,3-0,1,Ca0,7-0,9)Al(Al0,7-0,9,Si0,3-0,1)Si2O8
Composição -
  2,25 % Na2O, 16,31 % CaO, 33,37 % Al2O3, 48,07 % SiO2
Cristalografia -
Triclínico
        Classe -
Pinacoidal

Propriedades Ópticas -
Biaxial negativo

Hábito -
Tabular
Clivagem - 
Perfeita em {010}, boa em {010} e má em {110}
Dureza -
6 - 6,5

Densidade relativa -
2,76
Brilho -
Vítreo a nacarado
Cor -
Incolor, branco leitoso, esverdeado, amarelo ou vermelho-carne

Associação -
 
Pode estra associada a piroxênios, olivina, anfibólio, carbonatos.
Propriedades Diagnósticas -
Geminações múltiplas de albita (010), Carlsbad simples (010); periclina de repetição (001). Birrefringência e relevo relativamente altos para feldspato, caráter óptico (-) e ângulo de extinção da geminação albita superior a 43º (todavia tem-se que tomar cuidado com a orientação dos eixos óticos para a obtenção da extinção).
Ocorrência - Praticamente está restrito às rochas metamórficas de grau médio a alto, de origem carbonática (margas e calcários impuros) ou que têm como protólito rochas magmáticas de natureza básica e rochas magmáticas básicas.
Usos - Vidrado de louças e porcelanas, fabricação do vidro, indústria cerâmica em geral.

Mineral Anterior Voltar para plagioclásio Próximo Mineral

©Fábio Braz Machado