cromita

Foto do Mineral Forma Cristalográfica
 

Cristal de cromita

Direções ópticas e cristalográficas

Fórmula Química - FeCr2O4
Composição - Óxido de cromo e ferro.
67,9% de Cr2O3, 32,1% de FeO
Cristalografia -
Isométrico
        Classe -
Hexaoctaédrica

Propriedades Ópticas -
Mineral isotrópico de cinza a cinza-amarronzado.

Hábito -
  Agregados granulares a maciço
Dureza -
5,5
Densidade relativa -
4,3 - 4,6
Brilho -
Submetálico
Cor -
Preto a cinza-amarelado e cinza em luz refletida

Associação -
Pode estar associada a minerais de rochas básicas a ultrabásicas.
Propriedades Diagnósticas -
Insolúvel, traço castanho a preto, forma octaédrica, magnetismo baixo a ausente, ocorrência em rochas ultramáficas, isotropia, índice de refração alto e teste positivo de Cr.
Ocorrência -
Ocorre em rochas ígneas básicas a ultrabásicas, correspondentes metamórficos dessas rocha, material dendrítico e em meteoritos.
Usos - É o único mineral de cromo importante, sua composição é variável: o FeO pode ser parcialmente substituído por MgO e o Cr2O3 (64 a 65%) por Al2O3; Além disso, podem estar presentes ZnO, MnO e Fe2O3. É utilizada na obtenção do cromo metálico, aplicado no enobrecimento de aços e de diversas classes de ferro fundido: Também é usada como material refratário, pigmentos em tintas, na fabricação de cromatos, na preparação de sais de cromo, como camada isolante quimicamente neutra entre tijolos de magnesita e de sílica refratária, e na fabricação de tijolos refratários com magnesita (cromo-magnesita), para fornos de aço.

Mineral Anterior Voltar para Óxidos Próximo Mineral

©Fábio Braz Machado