criolita

 

  Fórmula Química - Na3AlF6
Composição - 
32,85 %, Na 12,85 %, Al 54,30 %  F
Cristalografia -
Monoclínico
        Classe -
Prismática

Propriedades Ópticas -
Biaxial positivo

Hábito - Maciço, granular, cristais pseudocúbicos

Foto do Mineral

Cristal de criolita

Clivagem - Pseudocúbica
Dureza -
2,5 - 3
Densidade relativa -
2,95 - 3
Brilho - Vítreo a graxo
Cor -
Branco neve a incolor, avermelhado, marrom a preto

Associação -
Por alteração dá origem a pacnolita, thornsenolita, prosopita e gearksutita.
Propriedades Diagnósticas -
 Refringência muito baixa, birrefringência fraca, clivagem boa e extinção formando ângulo grande com a clivagem.
Ocorrência -
Até a descoberta de um importante depósito na Amazônia, o único depósito importante encontrava-se nos filões em granito na Groelândia.
Usos - Por ter baixo ponto de fusão, é usada como fundente em metalurgia do alumínio, como solvente no processo eletrolítico da extração do Al da bauxita; na fabricação de esmaltes para utensílios de Fe e aço, de vidros brancos e opalescentes, de glasuras, de materiais isolantes, inseticidas e como fundente na limpeza de superfícies metálicas. Como não é muito abundante, é também obtida artificialmente a partir da fluorita.

Mineral Anterior Voltar para Haloides Próximo Mineral

©Fábio Braz Machado